24 de abril de 2014


Faça seu cadastro e
receba newsletters com novidades sobre tratamentos.
>> Saiba Mais

O que é rinite alérgica?

A rinite alérgica pode ser definida como uma reação exagerada de resposta inflamatória da mucosa que reveste o nariz toda vez que ela entra em contato com determinadas substâncias que são chamadas de alérgenos. Eles podem ser encontrados nos recintos (poeira doméstica, por exemplo), como no meio ambiente (pólen).

Existem indivíduos que apresentam rinite alérgica durante o ano todo e outros cujas manifestações se concentram em determinadas épocas.

Os principais sinais e sintomas da rinite alérgica incluem crises de espirros, coriza, coceira nasal, obstrução nasal e sintomas oculares (coceira, lacrimejamento). Uma característica diagnóstica dos indivíduos que têm rinite alérgica é apresentar teste cutâneo positivo a um ou mais alérgenos. Neste teste cutâneo, injetam-se mínimas  quantidades de diversos alérgenos. Aqueles aos quais o indivíduo for alérgico causarão uma irritação na sua pele (teste positivo).

No entanto, há outros tipos de rinites, nas quais os sintomas e sinais clínicos são muito parecidos com os da rinite alérgica. Alguns indivíduos apresentam espirros, coriza e prurido nasal, mas não apresentam teste cutâneo positivo: eles são classificados como tendo rinite não alérgica.

Há indivíduos que apresentam de modo mais preponderante sinais de obstrução nasal e secreção pós-nasal (que drena para a parte posterior do nariz), principalmente quando há mudanças de temperatura ou umidade do ar. É a chamada rinite vaso-motora. Esses indivíduos também apresentam teste cutâneo negativo.

Existe a chamada rinite infecciosa, que também leva à coriza, obstrução nasal e espirros. No entanto, o agente causador não é um alérgeno, mas sim um vírus, na maior parte das vezes, e as pessoas costumam também apresentar dor de garganta e estado febril.

Por fim, muitos indivíduos que apresentam alguma dessas rinites fazem uso por conta própria de medicamentos descongestionantes nasais para controlar a obstrução nasal, muito comum nos períodos de crise. Porém, o uso continuado dessas medicações leva ao que chamamos de rinite medicamentosa, caracterizada por uma obstrução nasal persistente.

As pessoas que têm rinite alérgica – ou outras formas de rinite –  podem ter seus sintomas nasais piorados se também apresentar alterações anatômicas nasais, como desvio de septo ou hipertrofia de conchas nasais (aumento dos “tecidos esponjosos” do nariz). Elas estão mais sujeitas a desenvolver sinusite e em alguns casos pode haver a necessidade de  uma cirurgia nasal para poder melhorar a qualidade respiratória.

Arthur Guilherme L. Bettencourt S. Augusto               

ltima atualizao: 28/2/2007

 
 
  Site Tratando Alergia - Um serviço Sanofi
Av. Major Sylvio de Magalhães Padilha, 5.200 - Ed. Atlanta, Jardim Morumbi - São Paulo, SP - CEP: 05693-000
SAC: 0800.703 0014 (de 2a. à 6a. feira das 9 às 17 hs) | Termos de uso | Política de Privacidade

Copyright © 2003-2014 Sanofi. Todos os direitos reservados.